Jovens dos EUA dizem ter sido banidos de lojas da Apple

Quatro adolescentes de Palo Alto (Califórnia, EUA) dizem ter sido proibidos de entrar em todas as lojas da Apple. O motivo, divulgou na sexta-feira (30) o jornal “Palo Alto Daily News”, foi a instalação de jogos de corrida em um iPhone exibido na loja da University Avenue. Para fazer a transferência desse arquivo, um dos jovens usou seu próprio telefone multimídia da Apple.

Quando descobertos, dizem os jovens, eles ficaram cerca de duas horas e meia “detidos” na loja e foram permanentemente banidos pela gerência. Ao jornal e também ao site da revista “Wired”, um porta-voz da Apple negou a história. “Eles nunca foram proibidos de visitar essa loja da Apple ou qualquer outra”, disse Steve Dowling.

Daniel Fukuba conta que aguardava com dois amigos (Eric Vicenti e Noah Rogers) a chegada de um terceiro (Anjay Patel) no último dia 24, quando decidiram ia até uma loja da Apple em Palo Alto. Fukuba então usou seu iPhone para transferir ao aparelho da loja um game chamado "Raging Thunder".

  Confusão

Segundo o jovem, um funcionário perguntou o que eles estavam fazendo e eles responderam que estavam “brincando com os telefones”. Alguns minutos depois, um gerente perguntou se eles precisavam de ajuda. Eles disseram que não e, em seguida, quando Patel chegou, deixaram a loja. “Quando já tínhamos andado meia quadra, o gerente veio correndo e falou para pararmos onde estávamos”, conta Fukuba.

Os garotos então voltaram para o estabelecimento, onde o gerente chamou a polícia. A policial Sandra Brown confirmou ao “Palo Alto Daily News” que um oficial atendeu ao chamado do estabelecimento para resolver a questão com os jovens, mas ninguém foi preso.

Depois de ouvirem um sermão sobre os perigos de hackear o iPhone, afirma Roger, o gerente tirou fotos de cada um deles e afirmou que elas seriam enviadas para as lojas da Apple de todo o mundo. Roger e Patel foram liberados, por terem mais de 18 anos, enquanto Fukuba e Vicenti tiveram de esperar seus pais irem buscá-los, ainda na versão dos garotos.

Segundo um amigo dos jovens, outro gerente da loja afirmou que eles ainda eram bem-vindos, mesmo depois do que fizeram. “Não sei ao certo o que está acontecendo”, disse Fukuba.

 

Fonte: G1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: